sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Porque Dilma?

Tenho recebido algumas críticas com relação à posição política do blog, que apoia a candidata Dilma e por isso tenho sido rotulado de petista. Vamos lá! Eu nunca fui filiado ao Partido dos Trabalhadores, embora tenha ajudado a fundá-lo em 1980. Eu era do PCB, clandestino, que se abrigava numa grande frente de oposição chamada MDB.  Veio o pluripartidarismo, foi então que dirigentes sindicais, intelectuais de esquerda e católicos ligados à Teologia da Libertação, aproveitando a organização dos metalúrgicos do ABCD em São Paulo, começaram de forma tímida, porém com veemência, a criação do partido que ora está no poder. Como o partido ao qual eu pertencia estava na ilegalidade (só foi legalizado em 1985), eu ajudava meus amigos trotskistas no trabalho de filiação, de casa em casa, de fábrica em fábrica. Mas, sentia que não teríamos espaço, pois a Igreja Católica era anticomunista. Uma vez participei, no longínquo ano de 1981, de uma reunião com Lula em Londrina e ele disse com a língua presa ”Só existe duas maneiras de um operário chegar ao poder neste país, ou pela luta armada ou pela aliança com a burguesia”.
Ele estava certo. Vinte anos depois ele fez a aliança com a elite, chegou ao poder, e foi, pelo menos para mim, o melhor presidente que a classe trabalhadora já teve neste país. O mundo mudou, o PT mais ainda. De um partido diferente, ímpar, ele hoje é apenas mais um. Não é de direita, é óbvio. Mas está longe de ser de esquerda. Alguns petistas (eu disse alguns) fazem uma patrulha ideológica, digna de inveja aos fascistas de Mussolini. Como inquisidores jogam na fogueira gente que foi presa, torturada pela ditadura militar, porque lutaram para que hoje tivessem voz, possibilitando assim para que chegassem ao poder. Uma grande maioria de petistas acha (ou tem certeza) que o Brasil começou depois deles, numa verdadeira afronta a memória do país. Tenho vários amigos no PT, e os respeito. Voto no PT (ainda), porque apesar de tudo acho que atualmente é a melhor opção. A Dilma não é candidata dos meus sonhos, mas o Serra com certeza é um pesadelo que não quero ter.

Antonio Santiago

7 comentários:

Martinha/Marília-SP,  29 de outubro de 2010 17:34  

Qualquer meio de comunicação deve apenas informar os leitores do que ocorre diariamente, sem ser tendencioso pra este ou aquele lado. A informação de maneira clara e precisa esclarece e ajuda o leitor a decidir o numero que será confirmado no domingo próximo. Particularmente não gosto de manipulação.

Paulão,  29 de outubro de 2010 19:11  

Concordo com tudo que o blogueiro escreveu e também vou de Dilma

Eliane,  29 de outubro de 2010 19:33  

Só não vê quem é cego, que esse blog tem tendências petistas

Anônimo,  29 de outubro de 2010 21:39  

Para a Eliane: minha cara , quando os Jabor, os Noblat, os Mainardi(argh!!), e tantos outros da mesma laia escrevem suas banalidades, não considerados de "direita" ,mas sim jornalistas em defesa da verdade! Vamos deixar de ser hipócritas e assumir nossas posições.Parabéns Satiago.( e cuidado com suas "tendências petistas" !) rsrsr

Julio,  29 de outubro de 2010 22:13  

Blogueiro tem que ter posição. Parabéns!

Anônimo,  30 de outubro de 2010 00:35  

Não gostou do blog, não lê.

Simples assim...

O Santiago e a Malu perdem um leitor, mas você não se aborrece...

Ass.: Será.

Edgard Georges El Khouri 30 de outubro de 2010 10:32  

Olá Santiago,

Primeiramente gostaria de alertar algo para alguns leitores. Blog é algo informativo sim, mas de cunho pessoal, essa é a essência de um blog: o cidadão expõe de forma clara suas idéias e opiniões, sem se preocupar com censura prévia de redatorias de um meio 'mais rígido', como os jornais de grande circulação por exemplo, pois ali se embutem interesses financeiros inclusive. E nem por isso esses mesmos meios deixam de opinar (a despeito da opinião de seus leitores), como por exemplo o do jornal O Estado de S.Paulo, que num claro e explícito editorial apoiou firmemente a candidatura de José Serra à presidência em 2010. Como será que os leitores eventualmente contrários à essa posição reagiram ao anúncio, deixaram de ler o jornal?

Eu por exemplo, que não apoio esta candidatura continuo a ler este bom jornal, fazendo as ressalvas quando entendo estarem tendenciando uma análise, mais do que natural para quem expos publicamente sua posição. E ai de quem se posiciona contra a diretiva do jornal, como por exemplo a jornalista Rita Kehl, que foi demitida deste mesmo jornal pela posição contrária. Foram 'anti-democráticos' como apregoam alguns, ou apenas coerentes com a 'direção da empresa'?

Não vou entrar agora nesta celeuma, mas apenas expus isso para exemplificar e clarificar o óbvio: blog é blog, mesmo, de cunho pessoal e onde vc expõe aquilo que pensa, ponto final, gostem ou não... afinal, vivemos de fato numa sociedade plural democrática ou é pura balela?

Não deve existir absolutismo de nenhuma forma, e vejo apenas por estes comentários que a sociedade brasileira ainda não aprendeu a conviver com as diferenças, sejam elas quais forem. Aprendam a conviver com os diferentes, mesmo que não concordem com eles, pois assim aprenderão a tolerância e multiplicarão seus conhecimentos, seja para o bem quanto para o mal - a escolha final é sempre pessoal.

Parabéns pelo seu blog, continue assim, livremente externando suas opiniões, afinal ninguém é obrigado a concordar ou discordar. Simples assim.

E também não vou me esquivar de meu posicionamento, que também é claro: longe de ser a candidata ideal, voto Dilma porque não quero alguém odioso, antiético e de baixo nível como Serra na presidência, o Brasil teria muito a perder, basta olhar para São Paulo com visão acurada. Quem sabe um dia tenhamos política de fato com nível que o país precisa, que um dia apareça este candidato!

Saudações paulistanas,

Edgard El Khouri, Arquiteto e Urbanista

  © GAZETA MARINGAENSE O PORTA-VOZ DA COMUNIDADE. template Configurado por Carlos Jota Silva 2010

Voltar ao TOPO