sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Dom Anuar desaprova aumento dos vereadores

Reconhecemos a importância do Poder Legislativo em todas as esferas, mormente na municipal. Campanha difamatória generalizada contra ele pode comprometer a democracia e gerar desequilíbrio entre os Poderes. Ressaltamos a atuação, às vezes exemplar, de alguns vereadores cuja qualidade de projetos, transparência de atos e interesse pelo bem comum orgulha seus eleitores e os outros cidadãos. Registramos a oportunidade da economia de R$ 6,9 milhões, no período de janeiro de 2009 a dezembro de  2010, mais a previsão de R$ 3,4 milhões em 2011 e a redução dos cargos comissionados de aproximadamente 190, no início de 2009, para os atuais 68, o que deve possibilitar maior economia em 2012.

Ao mesmo tempo, porém, manifestamos desaprovação ao aumento do salário dos vereadores, secretários municipais e prefeito, que chegou a 90%. Tal decisão, a nosso ver, não se justifica. Primeiro, desaprovamos o modelo da votação, em regime de urgência e sessão extraordinária trinta minutos depois. Dessa forma, praticamente às escondidas do povo e da sua possibilidade de se manifestar – parece ser exatamente essa a intenção –, fica no ar uma impressão de coisa errada. Ações corretas e justas fazem-se às claras. Vereadores são pessoas públicas.

Desaprovamos também a proporção escandalosa do aumento, já que trabalhadores, para obter a simples a reposição da inflação, se obrigam, por vezes, a recorrer à greve.

Parabenizamos os vereadores que votaram contra a proposta. Mostraram maior sintonia com a realidade e com os legítimos anseios da população.

Cremos haver ainda tempo e possibilidade de reverter a decisão tomada. Apelamos insistentemente à Comissão de Finanças e Orçamento que proponha a reversão e que os vereadores a aprovem. Convocamos os cidadãos, especialmente católicos, de quem somos pastores, a participarem democraticamente das ações a favor dessa causa. Para o triunfo da democracia e da justiça é fundamental que o povo se organize e participe.

Na esperança de que essa decisão seja revertida, prometemos nossas orações e nosso apoio naquilo que nos cabe.

Dom Anuar Battisti - Arcebispo de Maringá

1 comentários:

Anônimo,  25 de novembro de 2011 22:01  

Somente os nobres pares aprovam...

Bjka!!!

  © GAZETA MARINGAENSE O PORTA-VOZ DA COMUNIDADE. template Configurado por Carlos Jota Silva 2010

Voltar ao TOPO