sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Projeto da UEM é finalista em Prêmio do MS

Profissionais de saúde, pesquisadores e estudantes serão premiados pelo Ministério da Saúde, no dia 8 de dezembro, por projetos técnicos e científicos voltados à promoção do Uso Racional de Medicamentos (URM). A Universidade Estadual de Maringá é uma das finalistas no prêmio, concorrendo com o trabalho coordenado pela professora Raquel Soares Tasca sobre Implantação de um Programa de Atenção Farmacêutica na Farmácia Ensino e Farmácia Popular do Brasil de uma instituição de ensino.
O Prêmio foi instituído em 2009 e está na terceira edição, sob a coordenação do Comitê Nacional para a Promoção do Uso Racional de Medicamentos. A proposta é incentivar a produção técnico-científica voltada à promoção do uso racional de medicamentos com aplicação no Sistema Único de Saúde.
O trabalho da UEM teve como foco a implantação de um programa de atenção farmacêutica na Farmácia Ensino e Farmácia Popular, instaladas do câmpus sede da Instituição. O estudo foi desenvolvido com usuários das farmácias, no período de fevereiro a julho deste ano, sendo estruturado em etapas que englobaram levantamento de dados; verificação da existência de problemas relacionados a medicamentos; acompanhamento do usuário; fornecimento de educação em saúde e intervenção na farmacoterapia.
Durante o período, 98 usuários aceitaram participar do projeto e quando algum problema relacionado a medicamentos era detectado, procedia-se com a análise e estudo do caso, construção de planos de intervenção e repasse de orientações aos usuários. Na sequência, durante o acompanhamento farmacoterapêutico, novas intervenções foram realizadas quando necessárias e os resultados obtidos registrados.
Para a professora, o projeto constitui uma contribuição importante para a promoção do uso racional de medicamentos e da educação em saúde na comunidade local, reduzindo ou evitando os problemas relacionados a medicamentos. E a experiência bem sucedida será utilizada diariamente na rotina das farmácias com todos os usuários que concordarem em realizar o procedimento, permitindo assim, um acompanhamento permanente.
Além da professora Raquel Tasca, o estudo foi desenvolvido pelos seguintes autores: Ivan Domício da Silva Souza, Marco Antonio Costa, Péricles Martin Reche, Márcia Terezinha Lonardoni Crosatti

1 comentários:

Anônimo,  25 de novembro de 2011 22:03  

Parabéns a todos!!!

Bjka!!!

  © GAZETA MARINGAENSE O PORTA-VOZ DA COMUNIDADE. template Configurado por Carlos Jota Silva 2010

Voltar ao TOPO