quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Ontem e hoje

Vi ontem na televisão o presidente da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT), Wagner Pinheiro de Oliveira, ameaçando os grevistas e dizendo que só negocia se eles voltarem ao trabalho. Segundo ele, a greve é ilegal. Fico aqui pensando, como se sente o seu chefe o ministro Paulo Bernardo, que lá nos distantes anos 80, nas assembleias do sindicato dos bancários de Londrina, quando empunhava os microfones e bradava: "Não existe greve ilegal, existe greve legítima".

Esta dos Correios seria ilegítima?

2 comentários:

Anônimo,  22 de setembro de 2011 21:30  

É assim mesmo...quando "não somos telhado",atiramos pedras...mas quando somos a "situação",ficamos cegos... me recordo muito bem do Sr.Paulo estimulando as greves dos professores na região de Londrina,eu trabalhava lá.
Esqueceu a origem.

Bjka!!!

LOYRA*SP 27 de setembro de 2011 13:12  

Dançando conforme a música???
Dois pesos para a mesma medida??
Seriam os deuses astronautas??

  © GAZETA MARINGAENSE O PORTA-VOZ DA COMUNIDADE. template Configurado por Carlos Jota Silva 2010

Voltar ao TOPO